CORRER SEM LESÕES.

Correr é um excelente esporte, mas como toda atividade física deve ser iniciada tomando-se as devidas precauções. O principal a se considerar é que evolução cardiovascular evolui mais rápido que a muscular, levando o praticante a um esforço maior do que o seu condicionamento físico permite no momento. É por isso que os iniciantes tendem a correr mais do que devem no início da prática, ocasionando lesões.

Eis algumas dicas para iniciantes na pratica da corrida:

  1. Médico: consulte um médico. O médico analisará a sua condição cardiovascular, fará um check-up geral.
  2. Calçado: escolha o tênis correto. O profissional de educação física e ou um fisioterapeuta pode lhe indicar o calçado apropriado e até palmilhas que podem corrigir sua postura para melhorar sua corrida e evitar lesões.
  3. Pisada: saiba o seu tipo de pisada (pronada, supinada ou neura) e como isso influencia em sua postura e a relação da pisada com possíveis dores e lesões físicas. Faça uma avaliação com um profissional. Tênis para corrida são feitos para um tipo de pisada específico, se você usar um tênis para pisada supinada quando na realidade tem uma pisada pronada ou normal isso pode lhe causar dores.
  4. Início: a caminha é um bom começo, sentindo disposição comece a correr. Se você é iniciante evolua aos poucos, se você começar com 10 minutos permaneça com esse tempo por uns 15 dias, caso o seu corpo não de sinais de estar sendo lesionado (dores) pode aumentar mais um pouco. A cada acréscimo espere um tempo para que o seu corpo se acostume a nova condição.
  5. Periodicidade: Correr três vezes por semana, cerca de 50 minutos já permitirá usufruir dos benefícios da corrida. Essa é uma boa meta. Ser atleta de final de semana pode ser uma prática perigosa. Devido à falta de condicionamento há riscos de estiramento muscular, infarto do miocárdio e até de morte súbita.
  6. Alongamentos: são indispensáveis, eles ajudam a prevenir lesões musculares, pois fortalecem os músculos e os tendões e mantém a flexibilidade dos mesmos. Deve ser feito antes da corrida para esquentar e aumentar a elasticidade de tendões e músculos, e depois para evitar dores musculares e tendinosas.
  7. Musculação: fortaleça os músculos envolvidos na corrida. Musculação vai prevenir lesões musculares e nos tendões.
  8. Sobrepeso: se estiver com o peso elevado, talvez a caminhada seja ao ideal, consulte seu médico.
  9. Solo: é interessante começar em solos leves, grama, esteira. Asfalto, concreto e calçadas são os menos ideias. Calçadas irregulares podem forçar demais músculos e tendões.
  10. Dores: são sempre um alerta, não corra com dor. Se a dor permanecer procure um profissional. Há profissionais especializados em corrida.
  11. Paciência: Nunca exagere, tenha paciência. Grandes aumentos de velocidade ou tempo podem ser fatais.

* É importante salientar que a ocorrência de dores físicas nos pés, joelhos, quadris e coluna podem ter origem na má postura e também a maneira da sua pisada. A avaliação de um fisioterapeuta pode ser a solução. Neste caso a técnica da podoposturologia, onde a postura pode ser corrigida com o uso de palmilhas personalizadas, é bem indicada tanto para a reeducação postural como para a correção dos tipos de pisada.

Antes de começar a corrida como esporte, faça uma avaliação da sua postura corporal e tipo de pisada com o profissional e especialista em podoposturologia. 

 

CORREÇÃO

O tratamento com as palmilhas coloca o corpo nos eixos e otimiza o desempenho da atividade física com o menor número de lesões possíveis. Isso proporciona ao praticante uma atividade sem dor, diminui o desgaste de articulações e musculaturas e ainda evita contusões e artrose no futuro. Com estudo realizado caso a caso, as palmilhas podem ser usadas por adultos, crianças, idosos e atletas em qualquer tipo de calçado (inclusive tênis de corrida, sandálias e sapatos de salto para o dia a dia).

 

PROTEÇÃO

Resultados quase imediatos, pois, ao ficarmos em pé, podemos sentir o corpo estabilizando, pois o equilíbrio se inicia pelos pés. O que a podoposturologia faz é orientar o centro gravitacional, ajustando os estímulos neurológicos para esta nova posição. É importante salientar que a ocorrência de dores físicas nos pés, joelhos, quadris e coluna podem ter origem na má postura e também a maneira da sua pisada. A avaliação de um fisioterapeuta pode ser a solução. Neste caso a técnica da podoposturologia, onde a postura pode ser corrigida com o uso de palmilhas personalizadas, é bem indicada tanto para a reeducação postural como para a correção dos tipos de pisada.

Alívio

As palmilhas posturais e mecânicas são confeccionadas com elementos de EVA (etilvenilacetato) que funcionam como pontos de redistribuição, com estruturas de borracha diferenciadas no seu formato e densidade em determinadas áreas da superfície plantar – tudo planejado e definido pela avaliação baropodométrica e postural. Estes elementos fornecem informações inconscientes ao sistema nervoso e, como resposta, o corpo produz um reequilíbrio postural através das reações reflexas tônicas musculares, corrigindo as assimetrias. “As correções posturais utilizando receptores plantares são baseadas na localização da superfície plantar e na densidade dos elementos. A avaliação cuidadosa permite constatar a eficácia imediata da correção das assimetrias posturais, principalmente na coluna. 

× Podemos lhe ajudar?